| .

A sala vazia, suas paredes brancas. Tanta coisa pra dizer e no entanto me parece tão difícil de expressar. O que aconteceu? Eu tenho a tinta, aliás, tenho muitas tintas; tenho o pincel, a parede e... o que mais a gente precisa pra pintar uma parede?

Poderia ser bem mais simples, simplesmente pintar cada cantinho, e até rápido, se eu tivesse um pincel de rolo. Mas ia ficar tão... igual.

Eu quero pintar alguma coisa diferente.

Já conheci cada cantinho da sala, as quatro paredes. Tá, não inteiras. Tem sempre um furo de prego que ainda não deu pra explorar ou uma marquinha próxima do chão, mas, no geral, eu tenho conhecimento do que se trata. Por que tanta dificuldade pra pintar uma parede?

Eu só sei que por enquanto estou aqui, sentada, as lágrimas  correm e sou incapaz de dizer o porquê, com todas essas tintas do meu lado, olhando pra parede. Essa parede, essa parede... não deveria ser tão complicado assim, não deveriam existir grandes ambições. Quer dizer, é só uma parede. E eu sei pintar paredes. Mas essa parede em especial me é difícil.

Sentada, no escuro, olhando o nada. E de repente o nada me parece tudo.

:: Postado por Fêu às 21h38
:: | Send It!

............................................................................................................................


| Irreversível

Por mais que você se esforce, tem coisas na vida que são impossíveis de serem feitas. Escalar o Everest todos os dias, cortar o dedo com faca de manteiga, desenhar um círculo perfeito à mão, sair bonito em fotos (bem, aí depende da sua cara, né?!)... escolher por quem a gente se apaixona é só uma delas.

Tá bem, tá bem, lá vem a chata da Fernanda falar sobre dilemas indilemáveis, ilusões e desilusões amorosas e coisas poéticas. Mas a verdade é que, de vez em quando, o pensamento racional valeria muito mais do que essas coisas impulsivas que a gente sai fazendo por aí. Os "sims", os "nãos", os "deixa pra outro dia que eu tô bêbada demais pra isso hoje" são palavras que, de vez em quando, dá pra se arrepender de ter dito. Mas normalmente não.

Dessa vez, eu só me arrependo porque, se eu tivesse dito sim, hoje acho que eu ia estar mais... mais... mais completa, sabe? Quer dizer, pode ser que eu estivesse com alguém de quem eu nem gosto, mas ia estar com alguém que gosta demais de mim (sem motivo algum, que fique bem claro, eu sou chata pra caramba), que é legal, inteligente, carinhoso... alguém com quem eu ia poder desabafar, rir, dividir as coisas. E sei lá. Talvez seja verdade essa história de que a gente aprende a gostar dos outros com o tempo. Ou talvez não.

Mas a verdade é que eu queria gostar dele, demais. Queria de verdade poder  dizer pra todo mundo que é ele que eu quero, queria poder sorrir toda vez que ele aparecesse, eu queria. Mas não é assim, e eu acho que se algum dia Deus resolveu inventar uma coisa complicada, é essa, gostar de quem a gente não gosta. Ou gostar de quem não gosta da gente.

Pode ser que eu goste, um dia. E pode ser que já seja tarde demais.

:: Postado por Fêu às 23h06
:: | Send It!

............................................................................................................................


| Como a Mariana é drástica ou Como smiles podem ser expressivos em diálogos

- Alô!
- Oi Fe!
- Ah, é você, Mari... Fala!
- ...
- ...!
- ...
- =PPP
- ...
- Má?!
- Tchau, Fernanda!
- Ãhn? Que que foi Mariana?! Fala! Aconteceu alguma coisa?
- T-T
- Marianaquequefoi???
- Você não quer falar comigo!
- Eu o quê??!
- Você não quer falar comigo, eu disse "oi fê" e você respondeu "ah, é você"!
- Aaaahn??
- É isso, você não quer falar comigo! Se eu sou tão chata assim pode falar!!
- ¬¬''

Ai, Deus. Eu mereço mesmo.
Mas afinal, nós vamos assistir a Fantástica Fábrica de Chocolates. =D

:: Postado por Fêu às 16h19
:: | Send It!

............................................................................................................................


| Invadindo o blog da Fêu

Olá, amiguinhos.

Como vocês devem ter reparado, pela saudação, não é a Fêu que está postando.
Nessa hora, vocês devem se perguntar: "OOOOH, QUEM SERÁ ENTÃO QUE ESTÁ POSTANDO PARA A SENHORITA FERNANDA DIAZ?"
E eu responderei isso a vocês, coleguinhas, mas só no final do post. É sempre bom deixar um clima de suspense e tal.
Tentem adivinhar até lá. Rá.

O post de hoje saiu de uma conversa minha com a Fêu no MSN - conversa fresquinha, aliás. É sobre o momento que a Fêu está passando, em relação a sentimento e ao coração. Palavras da Fê:

Eu acho o máximo isso de encontrar sua alma gêmea, falar pra todo mundo que tá apaixonado, gostar de alguém, de fato deve ser ótimo. Mas eu não preciso disso agora. Agora é como eu me sinto, agora eu preciso curtir só uma pessoa: eu. Não preciso de mais ninguém. Hoje, a minha vontade não é ficar juntinho, não é encontrar alguém que me compreenda etc e tal. É pegar um ou outro sim, aliás, se eu pegar o um E o outro melhor ainda. Mas se amanhã eu encontrar o cara certo - não digo o cara com quem eu queira passar o resto da minha vida - mas o cara que vai me fazer mudar de opinião, em quem eu vou pensar, de quem eu vou sentir saudades, se eu encontrar esse cara amanhã a minha opinião muda, e não vai fazer diferença o fato de eu estar a fim de curtir ao máximo agora. Só vai fazer diferença o que eu vou querer naquele momento.

...
Oh, que egoísta. Quer um tempo só pra ela, vê se pode.
Quer curtir, han. Farrista.

Enfim, É isso aí­.
Te adoro, amiguinha.

Postado por Edu.

:: Postado por Fêu às 19h45
:: | Send It!

............................................................................................................................


| F5

Eu sei que eu prometi um post novo e decente, mas fiz uma descoberta desconcertante esses dias.

10 horas de sono equivalem a 1 hora de corrida.
*Vou hibernar mais um pouquinho.*

:: Postado por Fêu às 16h22
:: | Send It!

............................................................................................................................


| What a waster

É sempre assim: você se empolga com uma coisa e dedica todas suas energias nela. Aí, daqui a pouco, você se dá conta de que não vai dar certo. Não tem como. Você desiste.

Pode ser qualquer coisa: um cara. Você percebe que talvez ele não sinta o mesmo, ou lembra daquela ex atirada dele. Uma atividade nova. Ioga, sei lá. Tem uma hora que você pára de ir à academia pelo simples fato de que é mais confortável ficar em casa e assistir televisão.

Tentar fazer dar certo, mais uma vez. Falar olhando nos olhos. Não se proteger, por um dia. Dar a cara a tapa. Pedir desculpas. Discutir. Chorar. Tanto faz, não importa o que você queira fazer. Às vezes, quando a gente planeja demais, simplesmente não acontece.

Parece difícil dizer, ou fazer, esse negócio de "correr atrás". Não por falta de vontade, lógico. Talvez por falta de coragem. Mas pensa no desperdício que seria se a gente perdesse a coragem toda vez. Ah, qual coragem! Estamos é falando do desânimo. Ou talvez por medo. Por medo, com certeza. "Não, não quero acabar com a felicidade dele... ele tá bem, agora, sem mim". Pode até ser verdade. Bem, o é. Mas talvez, se você for no sentido oposto, essa felicidade aumente... esse sentimento exploda. O coração bata forte demais.
Ele só não pode, de maneira alguma, parar de bater.

:: Postado por Fêu às 19h55
:: | Send It!

............................................................................................................................


| ¢¾love.com

Ele viu uma foto dela, ela viu uma foto dele, ele puxou ela no MSN. Eles começaram a conversar. Ele contava pra ela todas as coisas que não tinha coragem de contar pros amigos, ela falava pra ele sobre o cara que a menosprezava. Ela acreditava que um dia ia aparecer o cara certo, que ia conhecer ela antes de tentar passar a mão, que não a trataria como uma qualquer. Ele sonhava com a garota perfeita, que o amaria do jeito que ele é, que ia querer que ele conhecesse os pais. Eles não sabiam de nada.

Um dia, o tal do cara acabou com a vida dela. Ela não sabia mais a quem recorrer. Ela ficou on. Ela chorou. Ele emprestou o ombro. No sentido figurado, claro. Ela percebeu que conversava mais com ele do que com qualquer outro amigo dela. Ele percebeu que nunca tinha sentido uma coisa assim.

Ela entrava todo dia. Ele esperava, dava boa noite, sabia dos problemas dela, das notas na escola. Eles discutiam música, política, geografia. Eles perceberam que a geografia era um grande problema, maior que a matemática, por mais que eles fossem da mesma cidade. Ela não via mais graça nas baladas, ele não curtia mais ficar bêbado. Eles sentiram saudades quando o computador dela quebrou. Ele sentiu ciúmes naquela festa que ela foi; ela, daquela viagem que ele fez. Eles brigaram por causa daquela amiga dele que punha fotos no flog dizendo "te amo!". Ele quem disse "eu te amo" primeiro. Ela não levou a sério.

Eles se encontraram. E parecia que eles se conheciam há décadas. Ele disse que ela era mais linda ainda pessoalmente. E ela realmente era. E ela quem deu o primeiro beijo. E o segundo. O terceiro foi ele. Mas quem estava contando?

Ela não entendia porque eles nunca tinham se encontrado antes. Ele começou a freqüentar mais o outro lado da cidade. Eles esqueceram do computador. Eles trouxeram pra vida real. Ele fez uma carteirinha do metrô. Ela apresentou ele aos pais. Ele gravou o nick dela na aliança. Só pra lembrar de como tudo começou. Ela respondeu o "eu te amo".

Eles ainda estão juntos.

:: Postado por Fêu às 18h48
:: | Send It!

............................................................................................................................


| Julho

Já passou por aquele momento da tua vida em que nada parecia responder e tudo parecia perguntar? Já?! Então você vai entender direitinho do que eu tô falando.

Pra começar, o maior de todos os males: ele gosta de mim. Sim, dos males, pois eu não sei nem dizer se eu gosto dele também ou se é só comodidade. E se eu gostar? E se ele desistir? E se for tarde demais? Já é, eu acho. Eu só sei que dói, simplesmente por não saber. Parece confuso, não?! Pois saibam que é.

Em seguida, venho eu. Eu sou quem eu sempre quis ser? Sim? Não? E então, o que aconteceu com essa pessoa? Aonde ela tá? O meu sorriso é de verdade, ou ele some quando eu fecho os olhos? E afinal de contas, o que acontece quando eu fecho os olhos?

A minha pele arde quando eu penso nas coisas que eu tenho feito. Sobre você, sabe, e sobre o mundo. E sobre a pele. A dor parece suportável. Mas dá vontade de não suportar mais. De sair dançando, mil coisas.

Às vezes, eu acho que pareço ser um desses doentes terminais, que só conseguem pensar naquela frestinha de sol entrando pela janela, sem lembrar que o resto da janela tá aberta. Mas que só querem ver o sol por mais uma última vez. Só querem sair e andar debaixo das árvores, de mãos dadas e sonhando...sonhando com aquele momento perfeito, aquele lugar ideal, aquele...aquele...

...aquele sonho.

Eu lembrei de um sonho, agora. Daquelas pessoas se abrindo pra mim, me mostrando o seu lado mais escuro, me contando sobre seus dias mais tristes, sem nem me conhecer. E eu sequer tenho coragem de contar sobre meus dias mais felizes para as pessoas que eu melhor conheço e melhor me conhecem...não. Não me conhecem. Acho que ninguém conhece.

Eu queria acordar.

- Ahn?!___________
Esse texto eu escrevi em Julho passado, não me lembro nem bem mais o porque. Mas eu lembro que na época era exatamente como eu estava me sentindo, e ao invés de postar eu guardei no bloco de notas. Comportamento seuspeito, né?! Eu sei. Hoje, eu não sinto mais que ele faz sentido, quando eu leio eu penso que não é mais assim. A gente cria coragem, e é uma das piores coisas do mundo não saber falar pros nossos amigos, as melhores pessoas que podem existir, sobre o que a gente sente. E eu postei ele hoje porque ele é um recado direto pra uma certa pessoazinha aí (sem link porque ela não precisa disso, ela pode entender o recado muito bem) que precisa entender essas coisas que eu aprendi, não sozinha - mas com a ajuda dos meus amigos, pra que as coisas comecem a dar certo pra ela também.

E que ela fique sabendo que é muito especial pra mim, de verdade. Não que ela precise de um post pra saber disso, mas é sempre bom lembrar.

(...boa sorte!)

:: Postado por Fêu às 00h44
:: | Send It!

............................................................................................................................


| Licencinha pra homenagem...

"Eu tenho este Deus que é de todos. Só que eu tenho certeza de que ele é meu de verdade, de todos os dias, de todas as horas. Nunca fiz um pedido que não fosse atendido. Tenham certeza de que, enquanto eu viver, vou pedir a ele pela felicidade de todos do Sonho Real, pelo carinho que recebi nestes três dias mais felizes de minha vida."

Maria Luzia de Oliveira
03 de abril de 2005

5º SONHO REAL

:: Postado por Fêu às 19h17
:: | Send It!

............................................................................................................................


| Desventuras de uma aluna aplicada

É fato que eu sou preguiçosa, todos sabem disso. Você não sabia? Ah, então tá sabendo agora, eu sou preguiçosa. E isso nunca foi muito de atrapalhar a minha vida(era mais no sentido de "adiar", mesmo), até que minha mãe inventou de colocar um despertador no meu quarto, um desses com o botão soneca, lampadinha e um alarme tãããão alto que é capaz de tocar por 1:45 sem te acordar, que nem aconteceu outro dia. Err... enfim. Acontece que ultimamente isso(o despertador e a preguiça, eu digo) tem me trazido sérios problemas relativos à atrasos e freqüencia escolar. Tudo bem que eu não sou uma "freqüentadora assídua" do meu técnico como o restante da sala, mas essa semana eu até consegui chegar na primeira aula, tá?! Vejamos:

Segunda: cheguei na escola no horário, de muito bom grado, porque o papai me deu carona. Meu bolo de cenoura ficou horrível, se for do interesse de alguém.

Terça: tinha aula da Lucy, a única japonesa de cabelo ruim que eu conheço. Então eu fiz um esforcinho pra me atrasar e cheguei no horário. -______-' Desistência muscular no pescoço diz alguma coisa a vocês?

Quarta-feira(já que quarta é o único dia que tem feira perto da escola, é o único que deve receber a palavra "feira" na denominação ù.ú): err... tá, eu cheguei na segunda aula, mas eu cheguei, né?

Quinta(hoje): hum... err... ahn... tá, eu cheguei na segunda aula de novo. Mas olha só, eu cheguei no horário 2 dias essa semana!! Ah, por favor não me julguem!!!

Amanhã(sexta): ahn... amanhã eu não vou pra escola não.  .________.

 


Analisando esse post, eu não encontro uma explicação precisa que diga porque eu não posto mais freqüentemente. Tempo livre é o que não falta, afinal.

:: Postado por Fêu às 22h12
:: | Send It!

............................................................................................................................



. Eu, mais ou menos! . Fernanda
16 anos
Sampa
chata


Curiosa, esperta, convencida, cínica. Quer mais? +

[ Friendtest | Music Boxx ]


Tem certeza de que era aqui que você queria chegar?

/perdendotempo + Diarinho de palavras bonitas + Orkut + msn spaces


/linkage - visita todos e comenta que eu conto um segredo...

pics;

repara nas minhas caras de louca não, tá, mizifo.
Essa é a 8ª versão do blog. Foi inspirada pelo cigarrinho aí embaixo:



Quer ver os layouts antigos? Então clica.

Créditos//

Image gotten on Devianart Powered by BlogUOL Eu estou no Blog List
Coments powered by Haloscan Quer? Clica aqui pra falar comigo! Todos os pixel-boys'n'girls retirados de CyWorld.nate

Créditos pra mim, já que fui eu quem fiz. ^_____^ Não copie. Copycats são seres maléficos que sofrem de gases. O_o

Arquivos//


01/08/2005 a 31/08/2005

01/07/2005 a 31/07/2005

01/06/2005 a 30/06/2005

01/04/2005 a 30/04/2005

01/03/2005 a 31/03/2005

01/02/2005 a 28/02/2005

01/01/2005 a 31/01/2005

01/12/2004 a 31/12/2004

01/11/2004 a 30/11/2004

01/10/2004 a 31/10/2004

01/09/2004 a 30/09/2004

01/08/2004 a 31/08/2004

01/07/2004 a 31/07/2004

01/06/2004 a 30/06/2004

01/05/2004 a 31/05/2004



Visitas//

online